18 abril 2015

Augusto Comte: Ciências Sociais modificando as Ciências Naturais

No trecho abaixo, em vez de sugerir qualquer cientificismo ou materialismo, Augusto Comte é extremamente explícito a respeito da influência que as ciências superiores (Sociologia e Moral) devem ter sobre as inferiores (Matemática, Astronomia, Física, Química e até a Biologia), seja sistematizando-as, seja impondo o espírito de conjunto, seja, portanto, mudando algumas concepções.

Na época em que foi escrito esse texto - 1848 -, para Comte a "ciência final" era ainda apenas a Sociologia; mas, nos dois anos seguintes, ele acrescentou uma outra ciência positiva fundamental, a Moral, responsável pelo estudo do que chamaríamos hoje de "psicologia". É claro que, mesmo com essa inclusão teórica posterior, o sentido da passagem abaixo não muda em nada.

Por fim, é importante realçar que a idéia de que as Ciências Sociais devem exercer uma atividade teórica modificadora sobre as Ciências Naturais não é nova: é da primeira metade do século XIX. E mais: essa idéia pertence ao próprio pai do Positivismo - que, aliás, foi também o pai da Sociologia, da Moral Positiva e, portanto, da História da Ciência. Diga-se de passagem que esse trecho põe por terra a metade de todos os manuais de Epistemologia das Ciências Humanas.

Eis o trecho:

La série générale [des sciences positives abstraites] constitui ainsi le résumé le plus concis des plus vastes méditations abstraites; et, réciproquement, toutes les saines études spéciales aboutissent à autant de développements partiels de cette hiérarchie universelle. Quoique chaque partie exige des inductions distinctes, chacune reçoit de la précédente une influence déductive, qui restera toujours aussi indispensable à sa constitution dogmatique qu'elle le fut d'abord à son essor historique. Toutes les études préliminaires préparent ainsi la science finale, laquelle désormais réagira sans cesse sur leur culture systématique, pour y faire enfim prévaloir le véritable esprit d'ensemble, toujours lié au vrai sentiment social.

(Auguste Comte, "Discours préliminaire – première partie: esprit fondamental du Positivisme", in: Système de politique positive, v. 1, 1851, p. 44-45. É possível contextualizar esse trecho no conjunto do livro consultando-os aqui.)

Nenhum comentário: